Sobre o NAPHE

A INSTITUIÇÃO

O NAPHE – Núcleo de Assistência aos Pacientes Hepáticos, criado em maio de 2001, foi à primeira organização não governamental – ONG de apoio aos pacientes com doença hepática da região Nordeste. Surgiu a partir da necessidade de pessoas com hepatite C, que enfrentavam grandes dificuldades para realização do tratamento porque o Sistema Único de Saúde – SUS não disponibilizava medicação e acesso do usuário à assistência farmacêutica, informações, consultas e procedimentos.

O NAPHE, declarada como Entidade de Utilidade Pública desde 2004, possui assento nos Conselhos Municipal e Estadual de Saúde, como também no Conselho Gestor do PROCAPE. Tem por objetivo desenvolver ações educativas em saúde, detecção das Hepatites Virais; visando diminuir o impacto da doença na comunidade e ajuda ao atendimento ambulatorial realizado no Instituto do Fígado e Transplante de Pernambuco – IFP.

A Instituição é mantida através de convênios com empresas privadas, doações espontâneas, bazares e venda de produtos confeccionados com arte doada pelo Mestre ARIANO SUASSUNA.

A EQUIPE

O NAPHE conta com equipe de multiprofissional em seu quadro de voluntários para realizar as mais diversas ações, organizados por competência e identificação.

 Nossa sede está situada na Rua Aluízio de Azevedo, 209 – Santo Amaro

Recife – Pernambuco –  CEP: 50100-090

Fone: 81 3035-2063 / Email: contato@naphe.org.br

Ações Realizadas

AS AÇÕES

A Instituição vem aprimorando sua atuação em todo o Estado e ampliando a rede de parceiros ano a ano, o que tem permitido um crescimento no número de ações de detecção e prevenção das Hepatites Virais; como também uma melhoria na qualidade do atendimento. Firmou parceria com ONG de outro estado, empresas públicas, privadas e de economia mista, fortalecendo e aprimorando as já existentes como o Instituto do Fígado e Transplante de Pernambuco – IFP, o Serviço Social do Comércio – SESC, o Serviço Social da Indústria – SESI, Coordenação Municipal, Estadual de Hepatites Virais do Estado de Pernambuco e Ministério da Saúde, além de escolas particulares e Igrejas.

Realiza campanhas em formato diferenciado, proporcionando não apenas um diagnóstico rápido, mas principalmente uma ação educativa com palestra de prevenção às hepatites, ou apresentação de vídeo sobre a temática abordada, desmistificando mitos, orientando e encaminhando os casos reagentes para  atendimento no IFP. Dividindo sua equipe em: administrativa; suporte administrativo; enfermagem e  aconselhamento (formada por assistentes sociais, psicólogos e enfermeiros para orientação e entrega de resultados, pós-teste, tanto nos casos reagentes como não reagentes).

Mantém ainda a Casa de Apoio Edite Medeiros – CAEM que faz parte da Rede Social de acolhimento do NAPHE e IFP, abrigando de crianças aos idosos com problemas hepáticos e seu acompanhante; do Estado de Pernambuco, como também da região Norte e Nordeste, garantindo assim, o acesso a exames, consultas e tratamento. Durante a permanência são oferecidas as refeições principais, materiais de cama/banho para quem precisar e oficina de artes todas as tardes.

O mês de maio destaca-se pela realização anual, promovida por Dra. Leila Beltrão Pereira, em parceria com o IFP e NAPHE o Workshop Internacional de Hepatites Virais de Pernambuco e o Simpósio de Transplante Hepático e Hipertensão Porta – Brasil/ Inglaterra, reunindo renomados Hepatologistas e Cirurgiões nacionais e Internacionais.

 

ATIVIDADE EXTRA

Em 2013 o NAPHE, junto com sua comissão organizadora , sediou o V Encontro Regional de ONG de Hepatites virais – ERONG, evento realizado em parceria com o IFP, a Coordenação Municipal, Estadual de Hepatites Virais do Estado de Pernambuco e Ministério da Saúde, com apoio financeiro da Organização Pan-Americana da Saúde – OPAS. Tendo por objetivo oportunizar a troca de conhecimento entre os participantes em busca do melhoramento constantes dos métodos de atuação e possibilitar que a população seja beneficiada com novas formas de atuação frente às Hepatites Virais.

O desejo e estratégia do NAPHE passam a ser aliada a experiência das ONGs do Norte e Nordeste, com intercambio de informações sobre as diversas formas de atuações, boas práticas e aprendizagens de cada organização participante; visando o melhoramento do desempenho, respeitando as singularidades estaduais e locais.

Para isso inova no formato do ERONG trazendo não apenas participantes com informações atualizadas sobre novos tratamentos das hepatites, como a importância das inter-relações com parcerias locais; trabalhando em formato de oficina para levar o conhecimento e apresentar ferramentas que possibilitem avaliar a identidade institucional, através de um processo construtivista e participativo com todos os seus membros munidos com fontes de recursos inovadores e alternativos no investimento de suas atividades e específicos para sua localidade, visando potencializar a sustentabilidade de cada uma em sua realidade.  O que proporcionou um envolvimento ativo e interesse dos participantes no momento das apresentações, dos debates e das avaliações; contribuindo para o amadurecimento das entidades.

 Além disso, foi proporcionada visita ao IFP, apresentando a maquete do futuro Hospital Luiz Felipe Brennand, e a Casa de Apoio Edite Medeiros.

 hospital-luis-felipe-brennand1